Vereador mostra preocupação com a Agricultura Familiar

Vereador mostra preocupação com a Agricultura Familiar

Nesta semana o vereador Marlon Goede ocupou a tribuna do plenário Leandro Lenzi, durante a sessão da Câmara que foi realizada na segunda (25). Ele mostrou preocupação com o decreto que alterou os descontos nas contas de luz do trabalhador rural. Essa decisão prejudica a Agricultura Familiar.

O decreto que foi assinado pelo presidente Michel Temer (MDB) e publicado no Diário Oficial da União reduz, gradativamente, descontos concedidos em tarifas pelo uso do sistema de distribuição e de energia elétrica bancados pela CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), paga por todos os consumidores.

A CDE funciona como uma taxa embutida na conta de luz que é usada para bancar programas sociais, descontos tarifários e empréstimos subsidiados para o setor. Ela contempla, por exemplo, a tarifa social de baixa renda e o programa Luz para Todos, além de descontos para grupos como agricultores e empresas de saneamento e produtores de energia renováveis. Empréstimos subsidiados a distribuidoras da Eletrobras e compra de combustível para termelétricas em áreas isoladas também acabam cobertas pela conta.