FGTS

 

 

Um total de R$ 41,8 bilhões foi pago a 24,8 milhões de trabalhadores beneficiados pelo saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esse total foi liberado pela Caixa Econômica Federal até a última quarta-feira (12) e equivale a 96% do valor disponível para saque (R$ 43,6 bilhões).

 

O número de trabalhadores que sacaram os recursos das contas do fundo representa 82% das 30,2 milhões de pessoas beneficiadas com a medida. Os recursos sacados das contas inativas do FGTS superaram a previsão inicial do banco de R$ 35 bilhões.

 

PRAZO:

Até 31 de julho, mais de 2,5 milhões de trabalhadores nascidos em dezembro poderão sacar o saldo das contas inativas de contratos de trabalho encerrados até dezembro de 2015. Eles têm direito a mais de R$ 3,5 bilhões.

 

Quem foi contemplado nas etapas anteriores, mas não retirou o benefício, também poderá sacá-lo até o fim do mês. Entre os nascidos de janeiro a novembro, até 28 de junho, 18,2% ainda não tinham realizado o saque.

 

Para facilitar o atendimento, os trabalhadores devem sempre ter em mãos o documento de identificação e a carteira de trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato. Para valores acima de R$ 10.000,00, é obrigatório a apresentação dos documentos.

 

Os trabalhadores com saldo até R$ 1.500,00 podem sacar no autoatendimento, somente com a senha do cartão cidadão. Para valores até R$ 3.000,00, o saque pode ser realizado com o cartão do cidadão e senha no autoatendimento, nas lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3.000,00, caso não tenha optado por receber crédito automático em conta do banco, o saque deve ser feito na boca do caixa nas agências.

 

Fonte: Portal Brasil, com informações da Caixa Econômica Federal e Senado Federal.